Como diferenciar tristeza de depressão?

A tristeza é um sentimento natural, que todos já experimentaram mais de uma vez na vida. Mesmo em momentos felizes, é comum que ela apareça, sem avisar, como fruto de acontecimentos que não prevemos. Mas como saber quando a tristeza já não é mais saudável?

“É fácil identificar quando o sentimento deixa de ser normal. A tristeza comum vem sempre acompanhada por um ou mais motivos e, geralmente, não dura mais do que duas semanas”, afirma o psiquiatra Fábio Gomes de Matos e Souza, professor titular da Universidade Federal do Ceará (UFC).

A pessoa deprimida costuma perder o prazer em atividades que antes gostava, encarando o futuro de forma pessimista e sem esperança de melhora. “Além disso, existem sintomas físicos, como falta de sono, perda de peso e apetite, desinteresse sexual e, muitas vezes, incapacidade em desempenhar tarefas básicas, como escovar os dentes e preparar uma refeição”, elenca Souza.

De acordo com o médico, o quadro da doença é diagnosticado quando ocorrem, pelo menos, cinco sintomas típicos por duas semanas ou mais, sendo dois desses, obrigatoriamente, a ocorrência de humor depressivo e perda do prazer em atividades que antes agradavam “Sem esses dois sintomas, não é possível caracterizar a depressão”, explica o especialista. Caso esses sinais sejam identificados na própria rotina ou na de pessoas próximas, é importante a procura por orientação médica.

Fábio Gomes de Matos e Souza é psiquiatra, professor titular da Universidade Federal do Ceará (UFC) e coordenador do Grupo de Estudos em Transtornos Afetivos do Departamento de Medicina Clínica da mesma instituição.

Voltar