Porque o próximo passo

Segundo a Organização Mundial da Saúde, hoje a depressão é a doença mais incapacitante no mundo. Só no Brasil são mais de 12 milhões de pessoas que sofrem com a doença. Foi pensando nisso que a Libbs criou o Projeto “Próximo Passo”.
Com esse objetivo, procuramos o consagrado educador e coreógrafo Ivaldo Bertazzo para montar, em sua Escola do Movimento, um espetáculo de dança com pessoas que estão ou estiveram com depressão. A ideia é deixar claro para todos que, apesar de ser uma doença que deve ser levada com a maior seriedade, depressão tem cura. E a cura começa com um movimento para sair da inércia. E esse movimento pode ser a dança.

A seleção

Após a divulgação do projeto, mais de 1200 pessoas se inscreveram. E depois de uma rigorosa seleção, foram escolhidas 40 pessoas com histórias de vida e convivência com a depressão em diferentes estágios, para encararem um grande desafio: enfrentar a depressão dançando.

O ensaio

São quatro meses de ensaios, com aulas pelo menos três vezes por semana. E todos os participantes se empenhando ao máximo, com vontade e determinação. Afinal, a ideia é vencer não apenas a depressão, mas também a timidez. E levar o espetáculo ao público em geral.

O espetáculo

Depois de ensaiar durante quatro meses, se dedicar, vencer obstáculos os quarenta “cidadãos dançantes”, como são chamados por Bertazzo, subirão ao palco nos dias 7 e 8 de outubro no SESC Vila Mariana e apresentarão o projeto “Próximo Passo – O Espetáculo”, uma história que é mais do que um espetáculo de dança; é uma história de superação.

Documentário

Todo o projeto é filmado e resultará num documentário que será veiculado neste site e nas redes sociais. Assim poderemos levar a mais pessoas a nossa mensagem principal: depressão é uma doença muito séria. E precisa ser enfrentada.